Endoscopia Respiratória

BRONCOSCOPIA

A broncoscopia é realizada com sedação ou anestesia geral pois é um exame que gera um certo desconforto, principalmente pela tosse produzida pela presença do aparelho dentro da via aérea.

NEOPLASIA

As neoplasias do pulmão e árvore respiratória podem ser primárias (com origem nesses tecidos) ou secundárias (lesões metastáticas de outros tecidos, como mama, rim, sistema gastrointestinal, entre outros).

NÓDULO PULMONAR

O nódulo pulmonar é definido como opacidade mais ou menos esférica com diâmetro menor que três centímetros; contornos identificáveis, totalmente circundados por parênquima pulmonar e sem outras alterações radiográficas, como atelectasias, derrame pleural ou aumento de linfonodos mediastinais.

INFECÇÃO

O desempenho da broncoscopia é conhecido nas infecções respiratórias do trato inferior – pneumonias e broncopneumonias.

CORPO ESTRANHO

Em medicina, chamamos de corpo estranho qualquer objeto ou material biológico não produzido pelo nosso organismo que penetre, seja ingerido ou aspirado de maneira acidental, geralmente não intencional.

ESTENOSE

A estenose é o estreitamento de qualquer canal ou orifício do organismo. A causa mais comum da estenose em via aérea é a intubação traqueal. Após a intubação pode ocorrer uma inflamação na mucosa da traqueia pela presença do balonete da cânula traqueal.

INTERVENÇÃO

A broncoscopia intervencionista ou minimamente invasiva é caracterizada por procedimentos mais complexos que a broncoscopia convencional. São agendados no centro cirúrgico e necessitam de equipe e materiais diferenciados.

RONCO

O ronco, ruído produzido pela vibração da faringe e laringe durante a respiração no sono, é incômodo para o cônjuge mas não é prejudicial ao paciente.