Endoscopia Respiratória

Estenose

infeccao-2

A estenose é o estreitamento de qualquer canal ou orifício do organismo. A causa mais comum da estenose em via aérea é a intubação traqueal. Após a intubação pode ocorrer uma inflamação na mucosa da traqueia pela presença do balonete da cânula traqueal. Geralmente, isso acontece pela pressão de insuflação deste balonete, quando ela é maior que a pressão de irrigação da mucosa da traqueia, de cerca de 30 cm de H²O.

Os sintomas se iniciam entre 4 semanas a três meses após a retirada da cânula da traqueia (extubação). Os mais frequentes são tosse e falta de ar. Também pode ocorrer chiado (barulho para respirar), dificuldade para “puxar” o ar e alteração da voz – rouquidão.

O diagnóstico é feito pela história clínica, falta de ar e antecedente de intubação traqueal, e confirmado por exames, dentre eles a broncoscopia.

O tratamento pode ser endoscópico por dilatação e/ou colocação de órteses traqueais. Também pode ser através de cirurgia, como traqueostomia, colocação de tubo T de Montegomery ou traqueoplastia.